domingo, 10 de abril de 2011

Doce Embalo

(Foto tirada da internet)

O Sol foi descendo no horizonte dando lugar à noite. A rotina repetia-se e a hora de ir dormir aproximava-se velozmente. Ainda havia várias coisas para fazer antes de ir para a cama: despir a roupita, trocar a fraldinha, vestir o pijaminha, colocar o saco cama (para o caso de se destapar de noite), e claro colocar a chuchinha. Depois havia que dar um beijinho de boa noite à mãmã e ao mano.

Agora, despachadinho, era chegada a hora de ir para o seu quarto onde dormiria um soninho descansado na sua caminha de grades, para que durante a noite não tivesse a tentação de praticar desportos radicais.

Levei-o ao colo mas ao entrar no seu quarto às escuras, começou a choramingar, como que a resmungar que não queria ir já para a cama. Mal liguei a sua caixinha de música, que também projecta bonecos no tecto, aninhou-se nos meus braços, olhando para mim naquela suave penumbra, enquanto sorria para mim, aquele sorriso lindo de chucha na boca.

Enquanto cantava ao som da melodia que irradiava da sua caixinha de música, ia balançando levemente para lá, e para cá... para lá, e para cá ... para lá, e para cá. Ele adora ser embalado assim, tanto que começou a dar pequenos gritinhos e risadinhas.

E eu continuava a embalá-lo para lá, e para cá...., para lá e para cá ..., para lá e para cá....

Naquele quarto às escuras, ao som daquela suave música, não eram apenas os seus olhitos que começavam a ficar pesados, mas também os meus. Fechei os olhos e continuei a cantar ao som da música, enquanto balançava para lá, e para cá.... para lá, e para cá, .... para lá, e para cá.

Mas de repente algo inusitado aconteceu....

Enquanto balançava para lá, e para cá.... de olhos fechados e cantando ao som da sua caixinha de música, senti que algo tocava na minha face. Algo pequeno. Algo macio. Algo quente que deslizava pela bochecha da minha face. De repente parou para voltar logo a seguir, desta vez de baixo para cima, andando de um lado para o outro como um bêbado quando anda aos SS's pelo meio da rua. Foi subindo, subindo, subindo até chegar ao meu nariz.

Eu porém alí continuava a balançar para lá, e para cá.... de olhos fechados e cantando ao som da sua caixinha de música sentido a sua pequenita mão a passear na minha cara e a apertar o meu nariz enquanto dava uma gargalhada.

Foi um momento único, que me arrepiou e me fez desejar ali permanecer para sempre, com ele no meu colo e sentindo a sua mãozita na minha cara, desejando que ele nunca crescesse.

Naquele momento eu era o homem mais feliz deste mundo.



Texto para o tema de Abril/2011 ("Ternura") da Fábrica de Letras.

9 comentários:

Sandra disse...

Fiquei muito feliz com a sua visita na Interação de amigos. Vim retribuir e dizer A ternura é um momento muito especial entre as pessoas.

http://sandrarandrade7.blogspot.com/
São momentos que tracamos as ideias..
Um grande abraço,
Sandra

Janita disse...

Que coisa mais ternurenta...até o motivo que aqui me trouxe se desvaneceu...se evaporou!
Observar esta cena, avivou as minhas melhores recordações.
Parabéns.

Fê-blue bird disse...

LINDO!!!!!!!!!! Parabéns!
Revi-me neste teu lindo texto, com os meus filhos nos braços em pequenos, adorei!
Escreves sempre com muita emoção.
Beijinhos

Briseis disse...

Querido Utópico! É lindo e maravilhoso o que despertas nos que lêem este teu texto adorável! É uma participação eztraordinária! Ainda bem que a Fábrica proporciona destas coisas!

Anne Lieri disse...

Que texto mais lindo e comovente!Tem ternura maior que esta?Creio que não!Muito linda sua participação!bJS,

Eva Gonçalves disse...

Também fui transportada para um tempo longíquo em que embalava os meus pequenotes, hoje crescidos! :) Que saudades!!!! Gostei muito desta terna descrição destes momentos únicos... pena que eles cresçam tão depressa... Vou passar mais vezes (e pensar num texto com este título, rrss)beijinho

Sus disse...

Fantástico momento... fez-me recuar alguns anos quando algo semelhante me acontecia, os pais desejam sempre que os filhos fiquem pequeninos... (suspiro)

Beijos

Mz disse...

Uma ternura este momento entre vocês os dois. E é uma bonita participação deste mês.

Bjs

soninha disse...

Que delícia mais gostosa!!Amei de coração!!abçs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...