quarta-feira, 31 de outubro de 2012

terça-feira, 30 de outubro de 2012

(Des)União Monetária


Em 2001 Portugal abandonou a moeda (Escudo) que possuía desde a implantação da República para aderir a uma moeda nova e, como alguns diziam a um mundo novo, o EURO. Desde então que Portugal tem feito um enorme esforço para se manter na dita UNIÃO MONETÁRIA, mesmo em tempos de crise como os que atravessa atualmente.

Nos dias de hoje, muitos defendem que Portugal deveria abandonar o EURO, enquanto outros defendem com unhas e dentes a permanência na UNIÃO MONETÁRIA. Mas será que ainda fazemos parte da UNIÃO MONETÁRIA, ou será que sem sabermos já a abandonámos.

A semana passada ao passar na junto do Novotel, na Av. José Malhoa, em Lisboa (ver foto acima) reparei em algo que me leva a crer que já devemos ter abandonado a UNIÃO MONETÁRIA sem que tenhamos conhecimento disso.

Numa das fachadas do hotel, mais precisamente numa fachada lateral encontra-se um outdoor referente à promoção FAMILY do Novotel, a qual apresenta um pormenor delicioso se não mesmo caricato.

Não, não me estou a referir ao famoso (*) que está associado a uma letrinhas pequeninas escritas na vertical e que só se conseguem ler se o transeunte tiver uns binóculos, já que isto não é novidade qualquer que seja o anúncio publicitário que estejamos a falar.

Estou sim a referir-me ao facto do outdoor referir que com "Family & Novotel as crianças não pagam" apresentando uma valor de 0€, peço perdão  0¥ (ienes).

 0¥ (ienes) ?? (ver foto abaixo).

Mas afinal Portugal ainda já saiu da UNIÃO MONETÁRIA? Será que agora quando queremos ir a um hotel em Portugal temos antes que passar pelo banco para trocar uns Euritos por ienes para podermos pagar a estadia.



Será que para a semana, quando formos pagar a conta de eletricidade temos que comprar YUAN (moeda chinesa), já que agora praticamente mandam na EDP?

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (4)

(Foto retirada da internet)



"Eu queria ter um irmão, o meu país não deixou!!! "

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (5)

(Foto retirada da internet)

"Eu não vivo acima das minhas possibilidades, as minhas possibilidades é que foram roubadas."

domingo, 28 de outubro de 2012

O mundo é de quem o reinventa


(Foto retirada da Internet)

"O mundo é de quem o reinventa" é o título de uma rubrica criada pela Ana Vidal no blogue Delito de Opinião, que se carateriza pela apresentação de fotografias do mais variado tipo de objectos que assumem todo um novo significado para além daquele a que estamos habituados.

Não é demais dizer que "O mundo é de quem o reinventa" é uma lufada de ar fresco na blogosfera portuguesa, que a cada post colocado pela sua autora (Ana Vidal) é capaz de nos arrancar um sorriso numa época onde os portugueses cada vez menos têm razões para o fazer.

Desejo sinceramenta que a Ana Vidal consiga por muito tempo encontrar novas e verdadeiras "pérolas", como até aqui o tem feito, pois tenho a certeza absoluta que continuará a roubar (no bom sentido, é claro) sorrisos aos portugueses, proporcionando-lhes singelos momentos de boa disposição.

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (6)

(Foto retirada da internet)



"Este governo vive acima das minhas possibilidades."

sábado, 27 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (7)

(Foto retirada da internet)



"Em Portugal não falta dinheiro, sobram ladrões!"

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (8)

(Foto retirada da internet)




"Com este governo ter emprego, ter casa, ter filhos … , só se for no SIMS !!!"

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Homenagem

Depois dos últimos concertos da carreira dos Ornatos Violeta impõe-se uma singela homenagem.



Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (9)


(Foto retirada da internet)




"O governo é como o meu marido. 
Não sabe o caminho mas não pára para perguntar."

 

Doping no Ensino

(Foto retirada da internet)

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (10)

(Foto retirada da internet)




"Acabou a crise! Agora começa a miséria!"


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Inconstitucional ??? Claro que não !!!


(Foto retirada da Internet)

Há dois anos atrás ninguém ouvia os juízes falar de inconstitucionalidades nas discussões do Orçamento de Estado, mas claro que nessa altura não se falava de cortes de subsídios (de Natal e de férias) na Função Pública. 

Algum tempo depois, e quando o Governo decidiu cortar os subsídios de Natal e de férias à Função Pública eis que se lavantou o rancho dos magistrados a alegar a inconstitucinalidade da medida.

Recentemente o Governo anunciou que iria acabar com as borlas nos transportes públicos. Agora que o Expresso noticiou que a direcção do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) enviou um email aos seus associados, revelado pelo Jornal de Notícias, no qual o referido SMMP afirma ter recebido garantias da ministra da Justiça de que essa norma será retirada da proposta de Orçamento de Estado, a pergunta que se impõe é:

Virão os magistrados para a opinião pública alegar a eventual decisão do Governo de manter as suas borlas nos transportes públicos?

Quere-me parecer que não!
 











quarta-feira, 24 de outubro de 2012

AGORA ou NUNCA.......

....partir o Mealheiro e levar tudo!

(Foto  retirada da Internet)

"O World Gold Council sugere que Portugal tenha luz verde para emitir dívida com o ouro como garantia." 
 

Momentos de mudança

Hoje cheguei tarde a casa e como poucas notícias tinha ouvido durante o dia liguei a televisão e corri os principais canais nacionais. Depois de ver que o SC Braga estava a perder, fixei-me na SIC notícias (um dos meus canais favoritos) e fui ouvindo o que se foi passando durante o dia.

Confesso que 5 minutos depois estava já com vontade de desligar a televisão e não ouvir mais nada. No entanto não o fiz e lá fui ouvindo todas aquelas desgraças associadas à situação económica que o país atravessa. Foi nesse momento que fiquei a saber de uma proposta de Lei que foi avançada pelo Governo e entregue aos parceiros de concertação social, que entre muito outras medidas previa uma redução de 10% dos subsídios de desemprego mais baixos, os idosos sem autonomia perdem apoios se tiverem um rendimento superior a 600 euros, o Rendimento Social de Inserção sofre novo corte de 6% e o subsídio de morte reduz-se para metade, entre muitas outras medidas do mesmo género.

Confesso que fiquei estupefacto com tudo isto, já de depois de se atacar ferozmente a classe média se vem novamente perseguir aqueles que estão mais carenciados e desprotegidos, ao invés de se fazer exatamente o contrário.

Fiquei com a certeza que o Governo não passa neste momento de um conjunto de alienados, que vivem dentro da sua redoma de vidro e que não fazem a mínima ideia do que, infelizmente, é cada vez mais a realidade do nosso pais, das dificuldades, das carências, do esforço que muita gente já faz, não para viver mas sim para conseguir sobreviver. 

Ao ouvir estas notícias apenas me veio à memória a reportagem que ontem vi na SIC. Chamava-se "Momentos de mudança" (ver vídeo abaixo) que mostrava a realidade, a luta o querer, a força de vontade, o amor, a união, de uma família do alentejo que para além dos reduzidos rendimentos mensais (cerca de 300 euros) já há décadas tem que se defrontar com o estigma e o preconceito do que é ser seropositivo.

Confesso que poucas são as reportagens capazes de me comoverem como aquela a que ontem assisti e, cada vez mais tenho a certeza que situações similares, de luta pela sobrevivência, vêm infelizmente a surgir ao longo de todo o país. Muitas vezes não sabemos valorizar o que temos e apenas nos apercebemos disso quando vemos casos destes em que uma família sobrevive com apenas 300 € tendo ainda que lidar com sérios problemas crónicos de saúde.

Mas acima de tudo aquela reportagem é uma lição de vida, pois sempre se mantiveram uma família unida lutando contra tudo e contra todos no sentido de ultrapassar todas as dificuldades que a vida se encarregou de lhes atravessar pela frente. Mas acima de tudo é de louvar que mesmo assim, mesmo com todas essas dificuldades afirmam serem felizes e que o que importa, mais do que tudo é o amor e o apoio que sentem uns pelos outros.

Esta família deveria de ser um exemplo para todos nós e um caso de reflexão para os nossos governantes, para que pensassem 2 vezes na injustiça da maioria das medidas que pretendem implementar.

À Alexandra e à sua família desejo as maiores felicidades do mundo e toda a força para que consigam ultrapassar todas as dificuldades que enfrentam e que possam viver quase sem preocupações para além daquelas que já lhes são impostas pela sua saúde.

A reportagem da SIC aqui fica para quem não tenha tido oportunidade de a ver em direto.


terça-feira, 23 de outubro de 2012

Eixo mal medido!

Esta semana enquanto no programa "Eixo do Mal" da SIC Notícias, foi passado um vídeo (alemão) absolutamente genial e gélido, ou não se passasse numa piscina totalmente congelada devido às baixas temperaturas.

Este será talvez o vídeo mais hilariante que vi nos últimos tempos. 

Não acreditam. Então vejam lá!






Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (11)

(Foto retirada da internet)



"No dia em que o povo acordar, os governantes não conseguirão dormir."

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Será assim tão díficil .....

.... de entender.

Ao viajar por um dos blogs que costumo visitar regularmente, o Delito de Opinião, deparei-me com este pequeno vídeo que se passa lá longo no Parlamento Europeu, do qual muito pouco ou nada sabemos, mas que explica de uma forma muito clara e simples como surge toda esta questão da crise.

Será que desta vez conseguem perceber de uma vez por todas ???



Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (12)

(Foto retirada da internet)



"Estamos a poucos Passos de ficar sem nada e só encontrar Portas fechadas !"

domingo, 21 de outubro de 2012

sábado, 20 de outubro de 2012

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

País à deriva.


Portugal é hoje aquilo que se pode chamar de um país à deriva, não só porque vive uma das maiores crises que já alguma vez atravessou, mas acima de tudo porque não existe qualquer estratégia para a ultrapassar, porque não se vislumbra um rumo, por muito difícil que este possa ser, que venha a resolver o problema e valha a pena suportar os sacrifícios que são impostos.

Pode-se dizer que Portugal é vítima da democracia, pois se em teoria este é o sistema político mais perfeito, que melhor permite a participação de todos e um regime igualitário, a democracia pode assumir contornos de ditadura quando o que está em causa é a manutenção do Status Quo apenas de alguns. 

Portugal é hoje o reflexo de 38 anos de democracia que privilegiou a manutenção do Status Quo dos detentores do poder, seja ele político, económico ou social, em detrimento do bem estar na Nação e da sua população de uma forma geral.

O mais recente exemplo disto é o que se passa com o atual governo de Pedro Passos Coelho e com o Presidente Cavaco Silva. 

Portugal tem vivido um forte período de austeridade, austeridade essa que será ainda agravada em 2013 a ver pelo Orçamento de Estado apresentado para 2013 (OE2013). É certo que o país tem que proceder a um ajustamento e que tal implica a realização de sacrifícios. No entanto apesar do memorando de entendimento prever que o ajustamento do défice seja concretizado em 2/3 pela redução da despesa e em 1/3 pelo aumento dos impostos, percebe-se pelo OE2013 que a parte significativa do ajustamento resulta do "enorme" aumento de impostos, tal como foi classificado pelo Ministro das Finanças.

Tendo recentemente, e já depois de ter sido apresentado o OE2013, a Diretora geral do FMI (Christine Lagarde) assumir publicamente que o FMI se tinha enganado quanto ao efeito que a austeridade poderia ter nas economias sujeitas a programas de ajustamento, e que este seria superior ao inicialmente previsto, impunha-se que num pais que colocasse em primeiro os interesses da Nação existisse uma ação concertada do Governo e do Presidente da República.

Um Presidente que depois da manifestação de 15 de setembro aquando do anúncio do aumento da TSU convocou o Conselho de Estado, impunha-se agora que fizesse o mesmo em vez de vir fazer declarações tontas no FACEBOOK. Ouvido o Conselho de Estado competiria ao Presidente convocar reuniões de urgência com o Governo e o líder da oposição de forma a concertar posições e estratégias.

Posteriormente impunha-se assim convocar reuniões de urgência, e ao mais alto nível, não com os "técnicos" da troika, mas sim com os dirigentes da Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI no sentido de ajustar o programa de ajustamento, alargando os prazos e renegociando as taxas de juro a pagar, de forma a permitir aliviar a austeridade imposta e promover o crescimento da economia.

Note-se que me referi a aliviar e não a terminar com a austeridade, diminuindo assim os efeitos que esta tem sobre a economia de forma a incentivar o seu crescimento, até porque ao existir crescimento da economia, i.e., aumentando o PIB, mais facilmente se consegue atingir as metas de redução do défice, na medida em que este é definido em função deste.

Este seria o comportamento esperado de políticos sérios e competentes, que colocassem acima de tudo os interesses da Nação e dos portugueses.

Mas não foi a isto que assistimos. Nos últimos tempos apenas assistimos a um jogo de interesses e de aparências, onde se empurram as culpas duns para os outros e onde a preocupação com as redes sociais é mais importantes que a união de esforços.

Portugal está assim à deriva, ao ser governado por um conjunto de incompetentes que coloca o seu STATUS QUO acima da NAÇÃO, e está ferido de morte pela democracia, pois se muitos poderiam clamar por eleições, substituindo assim quem governa, a questão que se impõe é saber até que ponto quem fosse eleito para governar iria colocar a NAÇÃO acima do STATUS QUO.

Olhando para a atual classe política portuguesa facilmente se chega à conclusão que não existirá ninguém, qualquer que seja o partido, que tivesse vontade de ROMPER o STATUS QUO, pelo que assim não há nenhuma democracia que salvaguarde os interesses da NAÇÃO

Portugal está assim à deriva, e muito dificilmente sairá dela.





Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (15)

(Foto retirada da internet)



"Contra os ladrões marchar, marchar!"

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

No COMMENTS ....

(Foto retirada da internet)

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (17)

(Foto retirada da internet)



"Não hipotequem as nossas vidas para pagar o vosso desgoverno."

Acordai !!!

Acordai
acordai
homens que dormis
a embalar a dor
dos silêncios vis
vinde no clamor
das almas viris
arrancar a flor
que dorme na raíz

Acordai
acordai
raios e tufões
que dormis no ar
e nas multidões
vinde incendiar
de astros e canções
as pedras do mar
o mundo e os corações

Acordai
acendei
de almas e de sóis
este mar sem cais
nem luz de faróis
e acordai depois
das lutas finais
os nossos heróis
que dormem nos covais
Acordai!
Música: Fernando Lopes Graça
Letra: José Gomes Ferreira

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (18)

(Foto retirada da internet)


"Vim sozinho, os meus amigos emigraram."

2 Anos !!!

(Foto retirada da internet)

Parece que foi ontem que iniciei este blog e já lá vão 2 anos. Este foi, e ainda é o meu segundo blog. Mas se o primeiro não teve grande sucesso pois foi apenas um ensaio, não valendo a pena falar mais nisso, este tem vindo a surpreender-me dia após dia.

Este blog foi criado como um balão de oxigénio numa altura em que se vivia um clima económico em Portugal que me revoltava, servindo como um desabafo, como um local onde podia criticar o que julgo que está mal, e também para apresentar algumas coisas que considero que poderiam melhorar a nossa vida, ou seja Utopias, mas que de alguma forma pudessem ser realistas.

Mas se o clima que se vivia em Portugal quando criei este blog era mau ("no reinado de Sócrates") o clima que hoje se vive no tempo de Pedro Passos Coelho é desesperante e a sua função de escape continua a manter-se válida.

No entanto como é apanágio de algo que tem dois anos este blog foi crescendo e ganhando por si só uma identidade própria. Para além de um escape, para além das utopias e das criticas, tornou-se um espaço pessoal que entre outros aspetos se revelou como um cantinho onde poderia escrever histórias e estórias, reais ou imaginárias, permitindo libertar a imaginação. Permitiu ainda por outro lado descobrir todo um mundo na blogosfera e uma cumplicidade que passou muito mais além do mero deabafo.

Mas nem sempre o tempo foi fácil. Sem sempre houve o tempo necessário quer para dedicar ao blog, quer para dedicar aos blogs fantásticos que descobri neste período. Muitas coisas ficaram por ler. Muitas coisas ficaram por escrever, mas deixo aqui o compromisso que, entre todas as outras coisas irem tentar sempre arranjar um tempinho que para manter este blog, quer para visitar os blogs maravilhosos que descobri, ou que possa vir a descobrir no futuro.

A todos os que visitam este blog, e que num momento ou noutro tenham partilhado algo.....

...... o MEU MUITO OBRIGADO.



 de ter

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

domingo, 14 de outubro de 2012

sábado, 13 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (21)

(Foto retirada da internet)


"Não quero Portugal governado por quem me quer ver a milhas."

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Choque BRUTAL !!!

(Foto retirada da internet)

Depois de ontem terem sido anunciadas as medidas de aumentos de impostos, nomeadamente os novos escalões de IRS, o 31 da ARMADA ficou em estado de CHOQUE e EMUDECEU.

Estarão agarrados à calculadora e à Declaração de IRS ??

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (22)

(Foto retirada da internet)


"Coelho? Nem na sopinha!"

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Com um DESENHO......

(Foto retirada da internet)


... talvez lá vá!!!

Ontem efetuei um comentário no blog 31 da Armada num post que se entitulava de "Esquizofrenia", o qual referia que: " O BE propõe, portanto, tributar em IRS as mais-valias resultantes de ações detidas por mais de 12 meses." e que "A norma que permitia a exclusão de tributação destas mais-valias foi revogada em 2010, pela Lei 15/2010, de 26 de julho. Sim, em 2010, não é gralha. Há mais de dois anos. Com o voto favorável do BE. Ou seja, o BE propõe agora revogar uma norma que o próprio BE já ajudou a revogar em 2010."

O comentário que deixei no referido post salientava que apenas tinham lido o que lhes interessava e tinham descontextualizado a questão, e que o projeto de lei do Bloco de Esquerda (BE) não se tratava de querer tributar o que já é tributado, mas sim alterar a forma como é feito, induzindo a progressividade do IRS que neste momento não recai sobre estes rendimentos, e se queriam que lhes fizesse um desenho para explicar.

Uma vez que no referido blog me responderam que "Ninguém disse que o projeto não tinha outras propostas, o que está em causa é uma das propostas do projeto. Faça lá o desenho.", aqui fica o desenho a explicar uma vez que o espaço para comentários do referido blog não permite que eu o coloque lá.


Mas como pode não ser suficiente, deixo em baixo uma pequena explicação:



O projeto de lei do BE visa terminar com a possibilidade das mais valias a mais valias (incluindo as mais valias com mais de 12 meses) poderem ser tributadas por taxa liberatória (21,5% ou 26,5% em 2013 como anunciado pelo Ministro das Finanças), para passarem a ser obrigatoriamente a serem englobadas nos rendimentos do Sujeito Passivo, sendo assim tributadas progressivamente de acordo com a taxa de IRS do Sujeito Passivo em função dos seus rendimentos, o que levaria a taxas mais reduzidas em Sujeitos Passivos com menos rendimentos e taxas substancialmente superiores (43,5%) em Sujeitos Passivos com elevados rendimentos.

Tal assim é que o projeto de Lei apenas altera os artigos 22º (n.ºs 1 e 3) definindo como regra o englobamento dos Rendimentos globais das diferentes categorias do Sujeito Passivo, e os art.ºs 71º e 72º que obriga a que as mais valias sejam obrigatoriamente englobadas e que o valor pago por taxa liberatória o deixe de ser e passe a ser um pagamento por conta que será deduzido ao IRS do sujeito passivo (art.º 71º n.º 7).

O outro artigo que é alterado (art. 81.º) tem a ver com a dupla tributação internacional e como tal com não residentes.

Assim não se propondo mais qualquer alteração, fica demonstrado que o que se pretende é alterar a forma como estes rendimentos são tributados, e não tributar novamente o que já foi decidido ser tributado em 2010, como o 31 da Armada bem o refere.

Espero que para a próxima não leiam só parte da história, mas sim tudo, pois poderá acontecer como aconteceu no Plano Nacional de Leitura, onde só devem ter lido o título do livro "Onde dói às aves" de Alice Vieira.

Polivalência e austeridade.

(Foto retirada da internet)


Um tão elevado número de secretárias só pode indiciar um elevado grau de polivalência. Será por isso que dispõe de tantas secretárias para que se vão revesando mensalmente a fim de não ficarem extenuadas. 

Sem dúvida o reflexo de um Governo reduzidíssimo, resultado da austeridade que o país atravessa, já que nem sequer possui uma secretária por semana, ou seja, cinquenta e duas, mas ainda assim uma medida de incentivo ao emprego.

No mínimo poderá chegar ao fim do mandato e dizer: "Eu criei 11 postos de trabalho!"


Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (23)

(Foto retirada da internet)

"Eu mereço um futuro, devolvam-nos o nosso futuro."

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

O que importa é a experiência...

(Foto retirada da internet)

Acima de tudo o que importa é a experiência, e a ver pelos nossos governantes experiência é coisa que não falta. Começando pelo Ministro em que a experiência em tudo mais um par de botas lhe valeu uma licenciatura, ficámos agora a saber que EL COMANDANTE, o Primeiro Ministro administrou uma empresa até à sua falência, pelo que podemos ficar descansados quanto à sua experiência para governar Portugal.

Acima de tudo vale pelo exemplo, já que quem está à frente de um Governo responsável por um "enorme aumento de impostos", apelando ao sacrifício de todos os portugueses, foi responsável pela administração de uma empresa que teve um valor de execuções fiscais, entre 2005 e 2009, superior a 500 mil euros.

A boa notícia será apenas que já não faltará muito para que Portugal fique na falência. 

Não há por isso melhor altura para MUDAR.

MUDEMOS PASSOS COELHO, JÁ !!! 

Façamos dele um D. Sebastião que não há nevoeiro que o traga de volta.


Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (24)

(Foto retirada da internet)

"O pior inimigo de um governo é um povo culto."

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (25)

(Foto retirada da internet)

"Com o governo a meter água ...
...nem com bóias o povo lá vai!"

domingo, 7 de outubro de 2012

sábado, 6 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (28)

(Foto retirada da internet)


"Não somos filhos da democracia, somos pais da próxima revolução!"

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (29)

(Foto retirada da internet)


"O Povo adverte que o Governo prejudica o país!"

Amarelo acastanhado.

(Foto retirada da internet)

Com o avançar do dia os últimos raios de sol escorriam por entre a folhagem amarelo acastanhada das árvores. Sentada num banco de jardim, à beira do rio, Mafalda fechou os olhos deixando-se inundar por todo um universo de tons, aromas e sons caraterísticos de um final de tarde de outono.

Deixou-se ficar ali. Não tinha pressa. Gostava sempre que podia ir para aquele jardim, sentar-se naquele banco e ali ficar a admirar o rio, que lentamente e sem interrupções ia deslizando no seu leito em direção ao mar. Fazê-lo numa amena tarde de outono era ainda mais agradável, no meio daquela sinfonia de tons e aromas.

Mafalda deixou-se fical ali de olhos fechados. A sua mente viajou para longe, para muito longe. Viajou para o outro lado do oceano. Gostaria que ele pudesse estar ali ao seu lado, poder encostar-se a ele, sentir o seu abraço. Mas isso não era possível tal era a distancia que os separava, imposta pelas agruras da vida que o obrigaram a emigrar.

Há muito tempo que ele procurava trabalho sem encontrar. Sim ele procurava trabalho e não emprego. Era licenciado em engenharia e mesmo assim não conseguiu arranjar emprego. A crise tornava tudo muito difícil. Respondera sem sucesso a diversos anuncios para engenheiro, mas sem sucesso. O tempo fora passando e cada dia que passava tornava-se menos exigente, e procurava trabalho em qualquer lado, como servente, em restaurantes, como operador de loja. qualquer coisa servia. Mas as desculpas sucediam-se: "a vaga estava preenchida", "tem habilitações a mais", "apenas temos estágios não remunerados".

Farto disto, decidira ir-se embora, e quatro meses depois estava a viver o sonho americano. Estava a trabalhar como engenheiro numa das maiores elétricas do pais.

Mafalda sabia que aquela decisão tinha sido difícil de tomar, e ainda mais difícil de viver, pois a cada dia que passava as saudades aumentavam chegando mesmo a tornar-se quase insuportáveis.

Mas se havia algo que pudesse fazer para atenuar essa saudade imensa era sentar-se naquele banco de jardim, contemplando aquele manto de folhas amarelo acastanhado, que se estendia até ao rio. Então fechava os olhos e enquanto viajava para junto dele as suas mãos acariciavam o seu ventre sentindo-o dentro dela, crescendo dia após dia.

Faltava pouco. Cada dia que passava estava mais perto de estar junto dele, de estarem os três juntos.

Continuou sentada de olhos fechados saboreando a calma daquele final de tarde de outono.

Não tinha pressa.


Participação no tema de Outubro /2012 ("O cair das folhas") da Fábrica de Letras




  

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Então, pá...


(Foto retirada da internet)

..... agora que o Governo anunciou um "ENORME AUMENTO DE IMPOSTOS" já fizeste as malas para emigrar???

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (30)

(Foto retirada da internet)


"Só falta os mortos serem roubados pelo Estado!"

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

"Acabou.....

(Foto retirada da Internet)

.... o tempo da impunidade" - afirmou a ministra da justiça.

Será mesmo??? 

Vamos ver o que acontece com o mais recente e, conveniente, roubo de documentos do caso dos submarinos, noticiado hoje pelo Expresso

MOMENTOS......

....absolutamente genais!




APARTAMENTO FABULOSO.......

Se procura um apartamento absolutamente fabuloso, numa cidade fabulosa como Londres, esta é a oportunidade.....

....apenas terá que ter cuidado com o tamanho dos móveis!



Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (31)

(Foto retirada da internet)


"Eles decidem, nós penamos!"

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Acorda Portugal - Ditos de 15 Setembro 2012 (32)

(Foto retirada da internet)

"Eles têm um pacto de não agressão. Nós temos o nosso,
... de luta!"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...