quinta-feira, 31 de março de 2011

O circo chegou à cidade!!

(Foto retirada da internet)

A cada dia que passa mais me convenço que o CIRCO chegou à cidade. Depois da PALHAÇADA (com o devido respeito para os palhaços, que têm uma profissão tão digna como qualquer outra, ou mais ainda, pois conseguem-nos animar e divertir quando estamos aborrecidos ou chateados com alguma coisa) que foi a eleição Presidencial em Janeiro deste ano, onde muitos portugueses ficaram impedidos de votar pois não saberem qual a sua assembleia de voto, alterada aquando da obtenção do Cartão do Cidadão, uma vez que os mecanismos para obtenção desta informação (SMS e Internet) não funcionaram por não suportar o excesso de fluxo, eis que a CNE (Comissão Nacional de Eleições) decidiu lançar uma campanha publicitária para sensibilizar os portugueses a verificarem qual a sua assembleia de voto, prevenindo assim que a mesma situação venha a ocorrer em futuras eleições.

Isto dito assim até que parece bem. Até parece uma medida sensata, coerente e preventiva de futuras situações de privação dos direitos civis de cada um de nós. Mas será que é assim mesmo???

Esta campanha irá arrancar com spots publicitários que vão passar na RTP e depois nas outras televisões a partir de hoje, 5ª feira, 31/03/2011.

Até aqui tudo bem!!!

A questão coloca-se quando amanhã, 5ª feira, 31/03/2011, se perspectiva como sendo o dia em que o Presidente da República poderá vir a anunciar aceitar a demissão do Governo e a dissolução do Parlamento, anunciando a data das próximas eleições legislativas.

Mas o que é que isto tem a ver com a campanha lançada pela CNE?

O problema é que uma vez marcada a data das eleições legislativas, não é mais possivel aos eleitores requererem a alteração do seu local de voto para a área de residência actual, pelo que apenas pelo período de 24 horas será possível a sua actualização.

Ainda que se possa defender que os eleitores podem verificar qual o local onde votar de forma a o exercer, parece-me muito pouco para o eventual dispêndio de dinheiro na campanha, quando apenas existirá um período de 24 horas para a sua alteração.

Mas o que mais me chocou foi ver as declarações dos responsáveis da CNE, com um ar muito divertido, diga-se de passagem, como se os portugueses não passassem de uns palhaços, afirmarem que até que poderiam ter lançado esta campanha mais cedo.

Poder podiam, mas não seria a mesma coisa!!




2 comentários:

JGCosta disse...

Jogadas políticas repletas de trapaças, eis o que vemos todos os dias!

Por aqui é diferente, ao menos na cabeça de muitos: querem é que não se necessite mais votar!

O grande erro nisso é que deixarão as manobras políticas à mercê daqueles que têm algum tipo de afinidade com a causa e se passarmos uma peneira para separar os honestos dos desonestos, crio que a peneira estoura em dois minutos de trabalho...

Continuar acreditando? Não vejo outra saída...

Grande abraço renovado!

PS.: já saiu o novo tema da Fábrica de Letras e Palavras!

Utópico disse...

O problem é que muita gente como eu, quando vota já não acredita no que está a fazer, pois em quase nenhum se pode confiar. e quando assim é o descrédito conduz à indiferença e abre caminho aos oportunistas, até ao dia em que o POVO se chateie a sério.

P.S. - Obrigado pelo aviso. já lá tinha ido ver. Passou a ser uma rotina minha nos últimos meses.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...