sábado, 14 de abril de 2012

E EIS QUE CHEGOU A MEIA MARATONA !!!


No ano passado afirmei aqui o meu compromisso em ir fazer a Meia Maratona de Lisboa, na altura em Dezembro de 2011, e na qual pretendia vir a bater o meu recorde pessoal de 2h e 36m. Eu sei que como recorde não é lá grande coisa, mas é meu, e posso desde já dizer que custou muito a alcançar pois apenas o consegui na minha quarta meia maratona, a única que conseguira fazer sempre a correr. É meu, e como podem ver custou muito a consegui-lo.

Tal como aqui o afirmara o meu objectivo era assim fazer a meia maratona em Dezembro de 2011 e conseguir bater aquele tempo. Assim passei todo o verão a treinar, mesmo nas férias: se estava para os lados de Castelo Branco, lá ia eu correr; se estava no Algarve, lá ia às oito da manhã correr para a praia. Se estava no Laranjeiro, lá ia eu correr sempre que conseguia tempo para tal.

Nesse período consegui alcançar o meu melhor momento de forma, mesmo considerando o facto de ter que arrastar 92 kgs (que nessa altura conseguir espremer para uns muito generosos 88 kgs), onde por três vezes conseguir fazer os 10 kms abaixo da 1h tendo mesmo conseguido a fabulosa marca (pelo menos para mim) de 57 min. na corrida do meu SCP.

Se em algum momento estaria em condições de bater aquele tempo (2h 36m), o momento era aquele, mas as dores que vinha tendo no joelho esquerdo depois de algumas corridas era algo que me preocupava. A Corrida do Tejo foi o teste ideal, pois depois dos 10 kms da corrida, os 9 kms de regresso permitiriam ver se conseguiria fazer os 21 kms da meia maratona. Mas a dor no joelho regressou e assim tive medo de arriscar e fiquei-me pelos 10 kms. Mas a motivação estava lá, e mesmo no dia de Natal de manhã lá fui fazer mais um treino de 10 kms, ainda que me viessem as lágrimas aos olhos, tal era o friooooo!!!.

Mas eis senão quando vem a TROIKA e o horário laboral e as obrigações familiares levaram o tempo todo que tinha para treinar, pelo que só recomecei a correr em Fevereiro, e apenas uma vez por semana. Claro está que isto não ia ser suficiente e o resultado é que apenas consegui fazer a correr cerca de 18 kms dos 21 kms da Meia Maratona da Ponte 25 de Abril, tendo-me ficado pelas 2h 44m.

Foi frustante saber que com um pouco mais de preparação teria chegado lá, teria feito um bom tempo. Mas agora não há que desmoralizar pois este ano ainda vão existir 2 hipóteses de o conseguir: em Setembro na Ponte Vasco da Gama e em Dezembro na Meia Maratona de Lisboa.

Esta foi apenas uma meia maratona, e não a MINHA MEIA MARATONA!!!

Essa espero que possa ser já este ano.

P.S. - Para que não fiquem dúvidas, aquele da foto sou mesmo EU a cortar a meta, ou melhor dizendo quase a arrastar-me.

3 comentários:

Eva Gonçalves disse...

Deste o teu melhor nas circunstâncias, sem tanto tempo de treino. Para a próxima fazes melhor! Não esmoreças essa vontade! :) Beijo

Luís Coelho disse...

É preciso acreditar e também sabermos do que somos capazes, das nossas resistências.
Correr assim por desporto é ainda mais nobre do que correr só por que se quer ganhar...

Briseis disse...

Ah, valente! Muitos parabéns! Tal como disseste, e muito bem, pode não ser uma grande marca mas é a tua melhor marca, resultado de esforço persistente e imensa dedicação, pois não haverá muita gente que saísse de casa no Natal para ir treinar... =) É um desafio que te auto-propuseste e estás a levá-lo muito a sério. Só tens de que te orgulhar! No dia 20 de Maio há a meia-maratona do Douro Vinhateiro, a mais bela corrida do mundo, com a encosta de socalcos de um lado e o Douro do outro... Não queres vir experimentar? =)
http://www.meiamaratonadouro.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...